PETROVINA SEMENTES
Menu
Sementes Petrovina

Blog

Fundação MT realiza evento sobre estratégias para o plantio:

Produtores rurais da região do Parecis serão os primeiros a receber as informações técnicas.

A Fundação de Apoio à Pesquisa Agropecuária de Mato Grosso, Fundação MT, realizará a partir da próxima semana o É Hora de Plantar 2019. Pesquisadores da instituição percorrerão 15 cidades de Mato Grosso para levar informações que ajudarão os produtores a traçarem estratégias da safra 2019/2020, que começará a ser plantada na segunda quinzena de setembro. Produtores rurais da região do Parecis serão os primeiros a receber as informações técnicas.

Integração: a chave que abre novos horizontes é o tema central do evento deste ano. De acordo com Leandro Zancanaro, Diretor Técnico da Fundação MT, a escolha do tema se deve ao fato que tudo na agricultura está interligado, que uma ação depende da outra, que não é possível fazer alguma atividade na lavoura ou fora dela de forma isolada. “Esse slogan é para reforçar a importância da integração das áreas de conhecimento e de todos os envolvidos na cadeia produtiva”.

Para essa fase da produção, o foco do evento será tratar de assuntos sobre os cuidados que antecedem o plantio da soja. Pesquisadores da Fundação MT irão expor aos participantes do É Hora de Plantar 2019 informações sobre plantas daninhas, doenças e adubação e nutrição da cultura soja.

“Nas palestras técnicas há apresentação dos resultados de pesquisas, mas também é um momento de troca de informações, de tira dúvidas, relatos de experiências e de interação entre especialistas e o público. Após cada palestra teremos um debate com um mediador local, com objetivo de abordamos melhor a situação de cada região”, pontuou Zancanaro.

A largada do É Hora de Plantar será na próxima segunda-feira (19), quando a equipe técnica do circuito se deslocará até o município de Sapezal (situado na região do Parecis de Mato Grosso) onde será realizado o primeiro evento a partir das 18h30 na Câmara Municipal.

No dia seguinte pela manhã (20), o grupo da Fundação MT estará em Campo Novo do Parecis, onde acontecerá o segundo evento do Plantar 2019 a partir das 07h30 na Câmara Municipal.

“Fazemos uma verdadeira turnê para difundir tecnologia agrícola e dar vida aos resultados das pesquisas que realizamos. Mais uma vez estamos do lado de toda a classe produtora”, afirmou o diretor técnico.

O É Hora de Plantar 2019 será realizado nos principais municípios produtores de soja do estado de Mato Grosso em duas etapas, de acordo com a época de plantio dessas regiões.

Na primeira etapa será de 19 a 23 de agosto e a segunda de 23 a 29 de setembro. A inscrição para participar é gratuita e pode ser feita no local do evento. 

Confira mais publicações
Preço do farelo de soja tem alta em janeiro:
Dólar em alta e a demanda firme deram sustentação aos preços da soja grão neste início de ano no Centro-Sul do país.O dólar em alta e a demanda firme deram sustentação aos preços da soja grão neste início de ano no Centro-Sul do país, que está iniciando a colheita (2019/2020). A cotação do farelo de soja acompanhou esse movimento e subiu 3,3% em São Paulo na primeira quinzena de janeiro/20, em relação à média de dezembro/19.Segundo levantamento da Scot Consultoria, a tonelada do insumo ficou cotada, em média, em R$1.356,76, sem o frete, no estado. Na comparação com janeiro do ano passado, o farelo de soja está custando 3,7% mais este ano.Para o curto e médio prazos, a expectativa é de mercado mais frouxo para a soja, em função do avanço da colheita no Brasil e maior oferta interna. Em contrapartida, o dólar se valorizando pode diminuir essa pressão.Destacamos também a assinatura da primeira fase do acordo comercial entre a China e os Estados Unidos.A expectativa é de que os chineses aumentem as compras de soja e outros produtos agropecuários norte-americanos, entretanto, esse incremento deverá ocorrer de forma gradativa, já que a assinatura da primeira fase do acordo não prevê o fim das taxas de importações, o que deverá ocorrer na assinatura das fases seguintes do acordo.
Lucro do produtor atingiu 28,44% na soja:
Negociações antecipadas são possíveis porque o mercado futuro dá todo o suporte.Os preços dos mercados de lotes de soja no mercado disponível do Brasil oscilam entre R$ 85,00 e R$ 86,00 a saca nas praças de Passo Fundo (RS) e Cascavel (PR), ou seus equivalentes nas demais praças do país. Isso permite pagar ao agricultor algo ao redor de R$ 83,00/saca, o que garante um lucro real (depois de pagas toda as despesas) ao redor de 28,44%.“Nada mal, considerando o que o resto da economia consegue”, apontam os analistas da T&F Consultoria Agroeconômica. Ainda de acordo com os especialistas, acontece hoje no Brasil algo que “não é impossível, mas é muito raro: negocia intensamente três safras de soja ao mesmo tempo, no mercado físico”.“Neste momento o país ainda negocia o saldo de aproximadamente 2,1%, ou 2,56 milhões toneladas da safra 2018/19, que resta nos armazéns, mais o saldo de 51%, equivalente a 62,73 MT da safra 2019/20, que está começando a ser colhida e já negociou até o momento, cerca de 2,25%, equivalente a aproximadamente 2,8 MT da safra 2020/21, que será plantada a partir de setembro próximo”, aponta a T&F.Estas negociações antecipadas são possíveis porque o mercado futuro dá todo o suporte. Há cotações, volumes comercializados e contratos em aberto de hoje até novembro de 2022 e que o ano de 2021 negocia uma média de 8.605 contratos ou 1,17 milhão de toneladas por dia e já tem 51.943 contratos em aberto, isto é, comprados e não revendidos, ou vendidos e ainda não comprados, equivalentes a 7,06 milhões de toneladas.“Contudo, neste ano a diferença é que a China está empenhada em garantir abastecimento antecipado, provavelmente acreditando que os preços em geral podem subir, talvez porque, tendo a chave do cofre na mão, esteja prevendo um grande aumento da demanda a longo prazo. Quem sabe?”, concluem os analistas.
Dólar abre em alta contra real de olho em Davos:
O dólar iniciava a semana em leve alta contra o real, em dia de liquidez reduzida devido a feriado nos Estados Unidos e com os investidores atentos à participação do ministro da Economia, Paulo Guedes, no Fórum Econômico de Davos.Recentemente, a incerteza sobre o fluxo e a falta de atuação do Banco Central também colaboraram para a alta do dólar a níveis acima de 4,20 reais.Às 9:10, o dólar avançava 0,21%, a 4,1734 reais na venda.Na sexta-feira, o dólar interbancário fechou em baixa de 0,63%, a 4,1648 reais na venda, mais forte desvalorização desde 30 de dezembro.Neste pregão, o contrato mais negociado de dólar futuro avançava 0,28%, a 4,176 reais.
VER MAIS

Fale conosco

Selecione um assunto
Opção 1
Opção 2
Opção 3
Opção 4
*Campos obrigatórios
Enviar
Logo Petrovina Original em Vetor

Trabalhe conosco

*Campos obrigatórios.
*Arquivos aceitos Word e PDF.
Anexar arquivo Anexar
Enviar
Logo Petrovina Original em Vetor
CotaçõesCotações
Dólar
Bolsa Chicago