PETROVINA SEMENTES
Menu
Sementes Petrovina
FreereplantLayer
Txt BTN
TrabalheShape02
txtbtn
Cotações
Previsão
do tempo
Acesse:
PLATAFORMA
PETROVINA
Cotações
Previsão do tempo
Acesse:
PLATAFORMA
PETROVINA
SEMENTES
Conheça as nossas tecnologias

Produz atualmente 19 variedades com volumes comercias de sementes de soja, que se adaptam a todos os níveis de fertilidade do solo, resistência e/ou tolerância aos Nematóides de Cisto e Galha, com ampla adaptabilidade às regiões do Centro-Oeste. 

Tecnologia
Primetech

Soluções a sob medida para potencializar sua produtividade

SAIBA MAIS
Tecnologia
Primepro

Um pacote completo de soluções para quem busca alto vigor e máxima produtividade

SAIBA MAIS
Tecnologia
Freereplant

Tranquilidade e segurança para o cliente PrimePro

SAIBA MAIS
Tecnologia
TSI

Proteção e segurança para sua lavoura

SAIBA MAIS
Tecnologia
CIF

A melhor entrega de sementes para o agricultor

SAIBA MAIS
CASE DE SUCESSO
Canisio Froelich

"Sou cliente da Petrovina faz 15 anos, até agora estou muito satisfeito com a empresa pela ótima qualidade da semente e também pela entrega que sempre me atende na data correta."

RESULTADOS
Petrovina Sementes gerando produtividade!
Cultivar
Produtor
Município
Área plantada (ha)
Produtividade (sc/ha)
DESAFIO (8473 RSF)
JOÃO CARLOS Z PARISE
Canarana
86.00
75.00
NA7337RR
MATEUS GOLDONI
Água Boa
18.00
92.30
BÔNUS (8579RSF IPRO)
RODRIGO SIVERIS
Brasnorte
204.00
71.40
M7739IPRO
RODRIGO SIVERIS
Brasnorte
9.00
70.70
M7739IPRO
TECA FLORESTAL
Nova Canaã do Norte
53.54
76.46
DESAFIO (8473 RSF)
Produtor
JOÃO CARLOS Z PARISE
Município
Canarana
Área plantada (ha)
86.00
Produtividade (sc/ha)
75.00
NA7337RR
Produtor
MATEUS GOLDONI
Município
Água Boa
Área plantada (ha)
18.00
Produtividade (sc/ha)
92.30
BÔNUS (8579RSF IPRO)
Produtor
RODRIGO SIVERIS
Município
Brasnorte
Área plantada (ha)
204.00
Produtividade (sc/ha)
71.40
M7739IPRO
Produtor
RODRIGO SIVERIS
Município
Brasnorte
Área plantada (ha)
9.00
Produtividade (sc/ha)
70.70
M7739IPRO
Produtor
TECA FLORESTAL
Município
Nova Canaã do Norte
Área plantada (ha)
53.54
Produtividade (sc/ha)
76.46
VEJA MAIS

Somos uma das maiores empresas produtoras de semente de soja do Brasil.

Atuando no mercado de sementes de soja há mais de 34 anos, a Petrovina Sementes, fundada por Carlos Ernesto Augustin, posiciona-se hoje como uma das maiores empresas sementeira do Brasil, oferecendo aos seus clientes diferentes variedades que se adaptam aos mais diversos níveis de fertilidade de solo em diferentes regiões.

SAIBA MAIS
BLOG
Fique ligado em todas as principais notícias do AGRO!
Por meio do SLC Cotton, compradores têm todas as informações que dão transparência ao processo de compra do produto.A SLC Agrícola disponibiliza aos seus compradores de algodão o aplicativo SLC Cotton, que visa facilitar e dar transparência aos negócios da empresa, disponibilizando os dados de qualidade do produto que é entregue aos clientes. O aplicativo está disponível tanto para a versão Android na Google Play quanto na Apple Store, para iPhone.Na tela, de acordo o gerente de Vendas da SLC Agrícola, Filipe Mamede, são mostrados itens como os resumos dos contratos de cada cliente, com data dos contratos, preço e períodos de embarque. "Os clientes podem ver como foi a média dos principais parâmetros de qualidade do algodão entregue em cada contrato, como distribuição de tipo visual, comprimento e resistência de fibra, índice de fibras curtas, uniformidade e micronaire", observa.O gerente de vendas da SLC Agrícola salienta também que os clientes conseguem acompanhar o status de cada instrução de embarque, sabendo a todo momento onde encontra-se o seu algodão antes do embarque e com aviso em tempo real a partir do momento em que o produto é embarcado no navio."Existe ainda um leitor com o qual os clientes podem ler o código de barras da etiqueta de qualquer um de seus fardos e ver na hora as principais informações, tais como porto de embarque, fazenda de origem, número do lote, data de beneficiamento, dados de qualidade, dentre outros", destaca.Conforme Mamede, estas informações contidas no aplicativo SLC Cotton fazem com que os clientes percebam que ao comprar o algodão da empresa podem ter a certeza de que será entregue conforme a qualidade contratada, sendo muitas vezes até superior, abrindo assim a possibilidade de que voltem a adquirir o produto no futuro.O gerente reforça que os clientes que compram o algodão da SLC Agrícola recebem um nome de usuário e uma senha com os quais podem acessar os dados de todos os seus contratos. Explica que os corretores também ganham esse acesso e podem ver os dados dos contratos que foram fechados através de suas corretoras.
Aplicativo da SLC Agrícola facilita transações comerciais de algodão:
Por meio do SLC Cotton, compradores têm todas as informações que dão transparência ao processo de compra do produto.A SLC Agrícola disponibiliza aos seus compradores de algodão o aplicativo SLC Cotton, que visa facilitar e dar transparência aos negócios da empresa, disponibilizando os dados de qualidade do produto que é entregue aos clientes. O aplicativo está disponível tanto para a versão Android na Google Play quanto na Apple Store, para iPhone.Na tela, de acordo o gerente de Vendas da SLC Agrícola, Filipe Mamede, são mostrados itens como os resumos dos contratos de cada cliente, com data dos contratos, preço e períodos de embarque. "Os clientes podem ver como foi a média dos principais parâmetros de qualidade do algodão entregue em cada contrato, como distribuição de tipo visual, comprimento e resistência de fibra, índice de fibras curtas, uniformidade e micronaire", observa.O gerente de vendas da SLC Agrícola salienta também que os clientes conseguem acompanhar o status de cada instrução de embarque, sabendo a todo momento onde encontra-se o seu algodão antes do embarque e com aviso em tempo real a partir do momento em que o produto é embarcado no navio."Existe ainda um leitor com o qual os clientes podem ler o código de barras da etiqueta de qualquer um de seus fardos e ver na hora as principais informações, tais como porto de embarque, fazenda de origem, número do lote, data de beneficiamento, dados de qualidade, dentre outros", destaca.Conforme Mamede, estas informações contidas no aplicativo SLC Cotton fazem com que os clientes percebam que ao comprar o algodão da empresa podem ter a certeza de que será entregue conforme a qualidade contratada, sendo muitas vezes até superior, abrindo assim a possibilidade de que voltem a adquirir o produto no futuro.O gerente reforça que os clientes que compram o algodão da SLC Agrícola recebem um nome de usuário e uma senha com os quais podem acessar os dados de todos os seus contratos. Explica que os corretores também ganham esse acesso e podem ver os dados dos contratos que foram fechados através de suas corretoras.
"Guerra Comercial disparou sangria inestancável na economia agrícola dos Estados Unidos", diz ARC.O preço da soja na Bolsa de Cereais de Chicago registrou na quinta-feira (15.08) baixa de 7,50 pontos no contrato de Setembro/19, fechando em US$ 8,58 por bushel. Os demais vencimentos em destaque da commodity na CBOT também fecharam a sessão com desvalorizações entre 6,75 e 7,50 pontos.Os principais contratos futuros tiveram uma sessão de perdas no mercado norte-americano da soja, com cancelamentos chineses pressionando as cotações. “O relatório semanal de vendas de exportação indicou reduções líquidas de 109.878 MT para soja de safra velha para a semana que terminou em 8/8. Isto foi conduzido por cancelamentos líquidos de 422.658 mt da China”, aponta a T&F Consultoria Agroeconômica.De acordo com a Consultoria ARC Mercosul, as exportações norte-americanas neste ano derreteram:“Sem qualquer sombra de dúvidas a Guerra Comercial disparou uma sangria inestancável na economia agrícola dos Estados Unidos. Faltando apenas 16 dias para o encerramento do ano comercial estadunidense 2018/19, os embarques da soja no país se acumulam no menor nível desde 2016, num total de 43 milhões de toneladas, sendo 10 MTs abaixo do total embarcado no último ano comercial. Entretanto, o foco do mercado já se mostra direcionado para os compromissos de exportação do período 2019/20”.“Nesta última semana, um total de 817,4 mil toneladas de soja dos EUA foi vendida em papéis (contratos de entrega) para este próximo ano comercial. A grande preocupação da especulação paira sobre o acumulado já vendido, que soma apenas 4,5 MTs, sendo o menor número dos últimos 13 anos. Na Argentina, a política se afunda em crise. A inabilidade de articulação do atual presidente argentino, Macri, impede qualquer tentativa de reaquecimento econômico no país. Somente nesta semana, o Peso Argentino saltou de $45 por dólar, para a região dos $60 por dólar”, concluem os analistas da ARC.
Soja em queda livre nos EUA:
"Guerra Comercial disparou sangria inestancável na economia agrícola dos Estados Unidos", diz ARC.O preço da soja na Bolsa de Cereais de Chicago registrou na quinta-feira (15.08) baixa de 7,50 pontos no contrato de Setembro/19, fechando em US$ 8,58 por bushel. Os demais vencimentos em destaque da commodity na CBOT também fecharam a sessão com desvalorizações entre 6,75 e 7,50 pontos.Os principais contratos futuros tiveram uma sessão de perdas no mercado norte-americano da soja, com cancelamentos chineses pressionando as cotações. “O relatório semanal de vendas de exportação indicou reduções líquidas de 109.878 MT para soja de safra velha para a semana que terminou em 8/8. Isto foi conduzido por cancelamentos líquidos de 422.658 mt da China”, aponta a T&F Consultoria Agroeconômica.De acordo com a Consultoria ARC Mercosul, as exportações norte-americanas neste ano derreteram:“Sem qualquer sombra de dúvidas a Guerra Comercial disparou uma sangria inestancável na economia agrícola dos Estados Unidos. Faltando apenas 16 dias para o encerramento do ano comercial estadunidense 2018/19, os embarques da soja no país se acumulam no menor nível desde 2016, num total de 43 milhões de toneladas, sendo 10 MTs abaixo do total embarcado no último ano comercial. Entretanto, o foco do mercado já se mostra direcionado para os compromissos de exportação do período 2019/20”.“Nesta última semana, um total de 817,4 mil toneladas de soja dos EUA foi vendida em papéis (contratos de entrega) para este próximo ano comercial. A grande preocupação da especulação paira sobre o acumulado já vendido, que soma apenas 4,5 MTs, sendo o menor número dos últimos 13 anos. Na Argentina, a política se afunda em crise. A inabilidade de articulação do atual presidente argentino, Macri, impede qualquer tentativa de reaquecimento econômico no país. Somente nesta semana, o Peso Argentino saltou de $45 por dólar, para a região dos $60 por dólar”, concluem os analistas da ARC.
Produtores rurais da região do Parecis serão os primeiros a receber as informações técnicas.A Fundação de Apoio à Pesquisa Agropecuária de Mato Grosso, Fundação MT, realizará a partir da próxima semana o É Hora de Plantar 2019. Pesquisadores da instituição percorrerão 15 cidades de Mato Grosso para levar informações que ajudarão os produtores a traçarem estratégias da safra 2019/2020, que começará a ser plantada na segunda quinzena de setembro. Produtores rurais da região do Parecis serão os primeiros a receber as informações técnicas.Integração: a chave que abre novos horizontes é o tema central do evento deste ano. De acordo com Leandro Zancanaro, Diretor Técnico da Fundação MT, a escolha do tema se deve ao fato que tudo na agricultura está interligado, que uma ação depende da outra, que não é possível fazer alguma atividade na lavoura ou fora dela de forma isolada. “Esse slogan é para reforçar a importância da integração das áreas de conhecimento e de todos os envolvidos na cadeia produtiva”.Para essa fase da produção, o foco do evento será tratar de assuntos sobre os cuidados que antecedem o plantio da soja. Pesquisadores da Fundação MT irão expor aos participantes do É Hora de Plantar 2019 informações sobre plantas daninhas, doenças e adubação e nutrição da cultura soja.“Nas palestras técnicas há apresentação dos resultados de pesquisas, mas também é um momento de troca de informações, de tira dúvidas, relatos de experiências e de interação entre especialistas e o público. Após cada palestra teremos um debate com um mediador local, com objetivo de abordamos melhor a situação de cada região”, pontuou Zancanaro.A largada do É Hora de Plantar será na próxima segunda-feira (19), quando a equipe técnica do circuito se deslocará até o município de Sapezal (situado na região do Parecis de Mato Grosso) onde será realizado o primeiro evento a partir das 18h30 na Câmara Municipal.No dia seguinte pela manhã (20), o grupo da Fundação MT estará em Campo Novo do Parecis, onde acontecerá o segundo evento do Plantar 2019 a partir das 07h30 na Câmara Municipal.“Fazemos uma verdadeira turnê para difundir tecnologia agrícola e dar vida aos resultados das pesquisas que realizamos. Mais uma vez estamos do lado de toda a classe produtora”, afirmou o diretor técnico.O É Hora de Plantar 2019 será realizado nos principais municípios produtores de soja do estado de Mato Grosso em duas etapas, de acordo com a época de plantio dessas regiões.Na primeira etapa será de 19 a 23 de agosto e a segunda de 23 a 29 de setembro. A inscrição para participar é gratuita e pode ser feita no local do evento. 
Fundação MT realiza evento sobre estratégias para o plantio:
Produtores rurais da região do Parecis serão os primeiros a receber as informações técnicas.A Fundação de Apoio à Pesquisa Agropecuária de Mato Grosso, Fundação MT, realizará a partir da próxima semana o É Hora de Plantar 2019. Pesquisadores da instituição percorrerão 15 cidades de Mato Grosso para levar informações que ajudarão os produtores a traçarem estratégias da safra 2019/2020, que começará a ser plantada na segunda quinzena de setembro. Produtores rurais da região do Parecis serão os primeiros a receber as informações técnicas.Integração: a chave que abre novos horizontes é o tema central do evento deste ano. De acordo com Leandro Zancanaro, Diretor Técnico da Fundação MT, a escolha do tema se deve ao fato que tudo na agricultura está interligado, que uma ação depende da outra, que não é possível fazer alguma atividade na lavoura ou fora dela de forma isolada. “Esse slogan é para reforçar a importância da integração das áreas de conhecimento e de todos os envolvidos na cadeia produtiva”.Para essa fase da produção, o foco do evento será tratar de assuntos sobre os cuidados que antecedem o plantio da soja. Pesquisadores da Fundação MT irão expor aos participantes do É Hora de Plantar 2019 informações sobre plantas daninhas, doenças e adubação e nutrição da cultura soja.“Nas palestras técnicas há apresentação dos resultados de pesquisas, mas também é um momento de troca de informações, de tira dúvidas, relatos de experiências e de interação entre especialistas e o público. Após cada palestra teremos um debate com um mediador local, com objetivo de abordamos melhor a situação de cada região”, pontuou Zancanaro.A largada do É Hora de Plantar será na próxima segunda-feira (19), quando a equipe técnica do circuito se deslocará até o município de Sapezal (situado na região do Parecis de Mato Grosso) onde será realizado o primeiro evento a partir das 18h30 na Câmara Municipal.No dia seguinte pela manhã (20), o grupo da Fundação MT estará em Campo Novo do Parecis, onde acontecerá o segundo evento do Plantar 2019 a partir das 07h30 na Câmara Municipal.“Fazemos uma verdadeira turnê para difundir tecnologia agrícola e dar vida aos resultados das pesquisas que realizamos. Mais uma vez estamos do lado de toda a classe produtora”, afirmou o diretor técnico.O É Hora de Plantar 2019 será realizado nos principais municípios produtores de soja do estado de Mato Grosso em duas etapas, de acordo com a época de plantio dessas regiões.Na primeira etapa será de 19 a 23 de agosto e a segunda de 23 a 29 de setembro. A inscrição para participar é gratuita e pode ser feita no local do evento. 
VER TODAS

Fale conosco

Selecione um assunto
Opção 1
Opção 2
Opção 3
Opção 4
*Campos obrigatórios
Enviar
Logo Petrovina Original em Vetor

Trabalhe conosco

*Campos obrigatórios.
*Arquivos aceitos Word e PDF.
Anexar arquivo Anexar
Enviar
Logo Petrovina Original em Vetor
CotaçõesCotações
Dólar
Bolsa Chicago