[email protected] (66) 2101-4000 Acesso Restrito

Notícias e Novidades

publicado em 20 de junho de 2018

Ervas daninhas estão mais resistentes a herbicidas:

Os cientistas temem que a situação não possa mais ser revertida.

Pesquisadores da Universidade Estadual da Carolina do Norte (NC State) afirmam que as ervas daninhas estão ganhando cada vez mais resistência contra os herbicidas. Este problema é caracterizado pelos especialistas como uma ameaça evolucionária capaz de trazer riscos para a produção mundial de alimentos.

Os cientistas temem que, mesmo com o surgimento de novas formas de combate a  plantas invasoras, a sociedade não consiga mais reverter essa situação. Para Jennifer Kuzma, codiretora do Centro de Engenharia e Sociedade Genética da NC State, a questão realmente preocupa. “Há uma chance considerável de que a evolução da resistência à praga superará a inovação humana. Precisamos abordar as coisas com mais atenção do que uma única correção técnica”, alerta.

De acordo com George Frisvold, economista agrícola e de recursos da Universidade do Arizona, a resistência a herbicidas começou a ser estudada desde a década de cinquenta, mas a ideia de que o combate a ervas daninhas é um problema coletivo e deve ser tratado dessa maneira surgiu a pouco tempo.

“As pessoas achavam que as ervas daninhas não são tão móveis quanto pragas de insetos. Mas, então, mais e mais pesquisas surgiram para sugerir que, mesmo que não sejam tão móveis, elas ainda são móveis o suficiente para espalhar resistência”, explica.

A pesquisa indica que existem algumas soluções que podem tentar amenizar o problema, como financiamento federal para apoiar estudos agrícolas, regulamentações governamentais e subsídios para a rotação de culturas e a redução da disseminação de sementes de ervas daninhas.

No entanto, Frisvold diz que isso só será possível como a união de cientistas, governo e agricultores. “Alguns produtores ainda estão esperando por essa bala de prata, que a tecnologia os salvará”, finaliza.

AGRO LINK