[email protected] (66) 2101-4000 Acesso Restrito

Notícias e Novidades

publicado em 28 de novembro de 2017

Óleo puxa demanda e MT esmaga 7,8 milhões de toneladas de soja em dez meses Em outubro a quantidade esmagada de soja em Mato Grosso foi de 880,51 mil toneladas Partilhar Óleo puxa demanda e MT esmaga 7,8 milhões de toneladas de soja em dez meses Segundo o Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea), o resultado significa um aumento de 21,4% em relação ao mês anterior. Ainda fez o Estado atingir o maior acumulado de janeiro a outubro desde 2008, de 7,86 milhões de toneladas. Para o instituto, os resultados se devem “principalmente, ao óleo de soja, principal produto do processamento da soja em grão, que tem apresentado uma demanda aquecida nos últimos meses”. Ainda conforme o Imea, o que também vem propiciando a alta no esmagamento “são os consideráveis volumes disponíveis da soja em grão no mercado, bem como a alteração no período de manutenção das fábricas que vem sendo observada em 2017, trazendo modificações à sazonalidade dos volumes mensais esmagados”. Para os analistas do Imea, com esse cenário, “espera-se que o esmagamento até o fim do ano permaneça em ritmo aproximado ao registrado nos últimos meses”.

Em outubro a quantidade esmagada de soja em Mato Grosso foi de 880,51 mil toneladas.

Óleo puxa demanda e MT esmaga 7,8 milhões de toneladas de soja em dez meses

Segundo o Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea), o resultado significa um aumento de 21,4% em relação ao mês anterior. Ainda fez o Estado atingir o maior acumulado de janeiro a outubro desde 2008, de 7,86 milhões de toneladas.

Para o instituto, os resultados se devem “principalmente, ao óleo de soja, principal produto do processamento da soja em grão, que tem apresentado uma demanda aquecida nos últimos meses”. Ainda conforme o Imea, o que também vem propiciando a alta no esmagamento “são os consideráveis volumes disponíveis da soja em grão no mercado, bem como a alteração no período de manutenção das fábricas que vem sendo observada em 2017, trazendo modificações à sazonalidade dos volumes mensais esmagados”.

Para os analistas do Imea, com esse cenário, “espera-se que o esmagamento até o fim do ano permaneça em ritmo aproximado ao registrado nos últimos meses”.

 

PORTAL DO AGRO NEGÓCIO