[email protected] (66) 2101-4000 Acesso Restrito

Notícias e Novidades

publicado em 4 de outubro de 2017

Semeadura da soja chega a 10% no Paraná com retorno das chuvas plantadeiras:

 Plantio da soja no Paraná corre contra atraso de 20 dias (no mesmo período do ano passado estava em 80%), e compromete janela ideal da safrinha de milho. Saca da soja gira em torno de R$ 59,00 no estado. Para remunerar os produtores valor deveria estar em torno de R$ 70,00.

Confira a entrevista com José Eduardo Sismeiro – Presidente Aprosoja PR

José Eduardo Sismeiro, presidente da Aprosoja Paraná, destaca que as chuvas do final de semana trouxeram um grande alívio para os produtores do estado. Assim, o plantio deve seguir “a todo o vapor”.

Ele acredita que os produtores que apostaram nas chuvas do final de semana acertaram em cheio. Agora, outros terão que aguardar a terra secar mais um pouco realizar o plantio.

Existem regiões que, segundo ele, possuem cerca de 30% da área plantada. Mesmo assim, a soja, que era pra ser plantada a partir do dia 07 de setembro, está atrasada, tendo em vista que o vazio sanitário acabou em 10 de setembro.

Para Sismeiro, nem 10% da área total está plantada. Entretanto, o potencial produtivo pode diminuir, o que influencia no fato de uma safra cheia ser descartada neste momento. Se comparado com o ano passado, o potencial seria de 80% da área plantada.

Os produtores também estão de olho na janela ideal para o milho safrinha. Segundo o presidente, não será possível plantar milho em janeiro, somente em fevereiro, o que irá afetar a produtividade. Com isso, deve haver uma redução de área do cultivo, já que o risco é maior.

As temperaturas estão mais baixas nos últimos dias, mas nada que preocupe, a não ser que haja uma geada mais à frente – contudo, as previsões climáticas não indicam a ocorrência do fenômeno.

Hoje a soja está cotada a R$ 59 no balcão das cooperativas, preço que está bem aquém do que os produtores necessitam. De acordo com Sismeiro, este preço deveria girar em torno de R$ 71.

A recomendação da Aprosoja Paraná, hoje, é que os produtores não se precipitem para comprar insumos para o milho e foquem no cultivo da soja neste momento.

NOTÍCIAS AGRÍCOLAS