[email protected] (66) 2101-4000 Acesso Restrito

Notícias e Novidades

publicado em 6 de outubro de 2017

Demanda levanta preço da soja:

Volta agressiva nas compras chinesas.

O preço da soja na Bolsa de Cereais de Chicago registrou na quinta-feira (05.10) alta de 10,00 centavos de Dólar no contrato de Novembro/17, fechando em US$ 9,6825 por bushel. Os demais vencimentos em destaque da commodity na CBOT também fecharam a sessão com valorizações entre 9,75 e 10,25 pontos.

Após oscilar por dias, o mercado norte-americano da soja registrou fortes ganhos nas principais cotações dos futuros, sustentado pela forte demanda pela oleaginosa dos Estados Unidos. Os números de exportações semanais do USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos) vieram em consonância com as projeções dos investidores.

“O mercado de grãos operou em alta significante na sessão de hoje, impulsionado pela soja. As expectativas de uma volta agressiva nas compras chinesas e relatos de produtividades em baixa no Cinturão Agrícola, sustenta os preços aqui em Chicago. Com o encerramento dos feriados na China, os operadores asiáticos voltam gradativamente ao mercado, devendo adicionar compras agressivas da oleaginosa mundial, na próxima semana, com foco no grão disponível dos Estados Unidos”, comenta a Consultoria AgResource.
De acordo com os analistas, os relatos de produtividade apontam bastante variabilidade: “O avanço da colheita da soja tardia tem trago rendimentos mais fracos, visto a falta de chuvas adequadas no período de enchimento do grão. A AgResource mantém as suas estimativas de 53.8 sacas/ha na soja, com o ponto chave sendo o avanço da colheita da soja tardia em Illinois, Wisconsin, Indiana e Michigan, onde apenas 20-30% das chuvas médias foram observadas durante agosto e setembro”.