[email protected] (66) 2101-4000 Acesso Restrito

Notícias e Novidades

publicado em 27 de setembro de 2017

Tendência é de baixa da soja nos próximos dias:

De acordo com a Consultoria AgResource.
 De acordo com a Consultoria AgResource, as eventuais altas do mercado norte-americano da soja no curto prazo não deverão se sustentar por muito tempo. “O avanço da colheita norte-americana aumenta a disponibilidade do grão e pressiona os preços sazonalmente. A tendência dos próximos dias para a soja é de baixa, frente ao recesso chinês (devido ao feriado) e a colheita dos Estados Unidos”, justifica.
O campo da demanda também perde força, segundo a Consultoria, e prova disso é que não foram anunciadas vendas de soja dos Estados Unidos nessa semana. “Os compradores chineses devem voltar com peso nas operações apenas no começo da próxima semana, visto que agora celebram a chegada do Outono. As exportações brasileiras de soja continuam recordes. Com as vendas de compromissos (soja no papel) já em 22% superior ao ano passado”, comenta.
Sobre o tempo, as estiagens abrem espaço para o avanço da colheita norte-americana nos próximos dias. “Com as máquinas colhedoras ganhando ritmo no atual cenário de chuvas escassas e temperaturas mais quentes do que a média para a grande maioria do Cinturão Agrícola, os pequenos ‘atrasos’ de colheita neste começo de temporada deve se dissipado ao longo dos próximos dias”.
“As chuvas intensas se concentram sobre o sul das Planícies. No entanto, todas as regiões sojicultoras e milho cultoras dos Estados Unidos deverão observar dias consecutivos de céu aberto, principalmente para regiões ao Delta do país e todo o centro do Cinturão. Os riscos de geada já não trazem nenhuma preocupação dos produtores norte-americanos. Já é tarde demais para qualquer esfriamento repentino trazer danos na cultura da soja ou do milho”, conclui a AgResource.