[email protected] (66) 2101-4000 Acesso Restrito

Notícias e Novidades

publicado em 27 de setembro de 2017

ANÁLISE AGROLINK Soja segue caindo com avanço da colheita nos EUA “Fundos tem retirado suas posições do mercado” Imagem créditos: Divulgação Por: AGROLINK -Leonardo Gottems Publicado em 27/09/2017 às 08:06h. 40 ACESSOS O preço da soja na Bolsa de Cereais de Chicago registrou na terça-feira (26.09) baixa de 7,75 centavos de Dólar no contrato de Novembro/17, fechando em US$ 9,635 por bushel. Os demais vencimentos em destaque da commodity na CBOT também fecharam a sessão com desvalorizações entre 7,25 e 7,75 pontos. O mercado norte-americano da soja deu sequência às perdas nas principais cotações dos futuros registradas na abertura da semana. O avanço na colheita da nova safra dos Estados Unidos pesou, aliada à melhora na previsão climática para o Brasil, indicando tempo bom para o início do plantio na América do Sul. “Uma sessão de baixo volume tem se caracterizado aqui em Chicago. Fundos tem retirado suas posições do mercado, uma vez que os gestores de investimentos especulativos só recebem por seus lucros quando fecham todas as posições abertas. Faltando apenas 1 quarto de 2017, os gestores preferem não tomar risco frente ao relatório de estoques do USDA, desta sexta-feira, 29”, comenta a Consultoria AgResource.

Fundos tem retirado suas posições do mercado”.

O preço da soja na Bolsa de Cereais de Chicago registrou na terça-feira (26.09) baixa de 7,75 centavos de Dólar no contrato de Novembro/17, fechando em US$ 9,635 por bushel. Os demais vencimentos em destaque da commodity na CBOT também fecharam a sessão com desvalorizações entre 7,25 e 7,75 pontos.

O mercado norte-americano da soja deu sequência às perdas nas principais cotações dos futuros registradas na abertura da semana. O avanço na colheita da nova safra dos Estados Unidos pesou, aliada à melhora na previsão climática para o Brasil, indicando tempo bom para o início do plantio na América do Sul.

“Uma sessão de baixo volume tem se caracterizado aqui em Chicago. Fundos tem retirado suas posições do mercado, uma vez que os gestores de investimentos especulativos só recebem por seus lucros quando fecham todas as posições abertas. Faltando apenas 1 quarto de 2017, os gestores preferem não tomar risco frente ao relatório de estoques do USDA, desta sexta-feira, 29”, comenta a Consultoria AgResource.
AGRO LINK