[email protected] (66) 2101-4000 Acesso Restrito

Notícias e Novidades

publicado em 10 de março de 2017

Mutação do fungo reforça alerta:

A Fundação de Apoio à Pesquisa Agropecuária de Mato Grosso (Fundação MT) divulgou ontem que foi identificado pelo monitoramento realizado pelo FRAC Intenacional (Fungicide Resistance Action Committee) uma mutação no fungo causador da ferrugem asiática (Phakopsora pachirhyzi). Essa alteração permite menor sensibilidade do fungo aos fungicidas do grupo dos SDHIs, as carboxamidas, tidas como as últimas moléculas atuantes na defesa da soja, e foi identificado numa população presente em uma região com alta pressão da doença e uso intenso destes fungicidas.

A Fundação MT, através de seus campos experimentais em Mato Grosso tem observado principalmente na safra 2016/17, em algumas regiões, casos de menor eficácia das carboxamidas no controle da ferrugem asiática, “e essa constatação tem preocupado muito”.

Os experimentos da Fundação MT estão no campo, em avaliação e informações conclusivas estarão disponíveis quando terminar o levantamento de todos os dados, juntamente com as recomendações. Por enquanto, seria precipitado afirmar que qualquer resultado “diferente” das carboxamidas fosse devido a esta mutação.

Independentemente dos resultados que virão, a Fundação MT reitera a constante necessidade de se fazer o manejo integrado de doenças na cultura da soja, com o intuito de diminuir a possibilidade de surgimento da resistência do fungo a quaisquer fungicidas, através das recomendações amplamente divulgadas pela Empresa ao longo dos últimos anos.

As autoridades no assunto recomendam ainda à obediência ao período proibitivo de cultivo, o Vazio Sanitário, trabalho de maneira “mais preventiva do que curativa” e o constante monitoramento da lavoura.

DIÁRIO DE CUIABÁ