[email protected] (66) 2101-4000 Acesso Restrito

Notícias e Novidades

publicado em 24 de agosto de 2016

Milho: com perspectiva de safra recorde nos EUA, preços operam em queda na CBOT:

 Na Bolsa de Chicago (CBOT), os futuros do milho iniciaram a sessão desta quarta-feira (24) do lado negativo da tabela. As principais posições do cereal registravam perdas entre 2,00 e 2,75 pontos, por volta das 8h17 (horário de Brasília). As cotações operam em queda pelo 3º dia seguido. O vencimento setembro/16 era cotado a US$ 3,26 por bushel e o dezembro/16 a US$ 3,34 por bushel.

A perspectiva de uma safra recorde nos EUA permanece como o principal fator de pressão sobre os preços do cereal, conforme ponderam as agências internacionais. Ainda essa semana, o USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos) aumentou para 75% o percentual de lavouras em boas ou excelentes condições no país.

Além disso, os participantes do mercado também acompanham os primeiros números do Crop Tour Pro Farmer, um renomado tour que acontece anualmente no Meio-Oeste americano. Em Ohio, a produtividade média das lavouras do cereal está estimada em 157,7 sacas por hectare, contra as 172,52 sacas por hectare projetadas pelo departamento norte-americano.

Já em Dakota do Sul, a produtividade média é esperada em 158,55 sacas do cereal por hectare, já a média do ano passado é de 175,57 sacas por hectare e a média dos últimos anos, de 169,45 sacas por hectare. Ainda assim, os analistas de mercado que a demanda também tem sido um fator importante aos preços.

Porém, as informações vindas do lado da demanda têm apenas o potencial de limitar as perdas registradas nos preços em Chicago, segundo destacou o consultor de mercado da Brandalizze Consulting, Vlamir Brandalizze.