[email protected] (66) 2101-4000 Acesso Restrito

Notícias e Novidades

publicado em 12 de agosto de 2016

Dólar opera em alta, após comentários de Temer e BC:

O dólar opera em alta ante o real nesta sexta-feira (12), mantendo a tendência vista na véspera quando o Banco Central reforçou a intervenção no mercado, após o presidente interino Michel Temer defender em entrevista que é preciso “manter um certo equilíbrio no câmbio”. A alta da véspera interrompeu uma sequência de sete quedas que levou a moeda a renovar mínimas em mais de um ano nos últimos dias.

Às 9h39, a moeda norte-americana subia 0,36%, vendida a R$ 3,1515.

Na véspera, o dólar subiu 0,24%, a R$ 3,14 na venda.

Controle do câmbio;

Nesta manhã, o BC voltará a realizar leilão de swap cambial reverso com volume de até 15 mil contratos.

Na véspera, o Banco Central aumentou a intervenção para segurar a queda do câmbio em relação aos últimos dias.

O BC aumentou a oferta de swap cambial reverso, equivalente à compra futura de dólares. Foram vendidos ontem todos os 15 mil contratos ofertados, acima dos 10 mil que eram anunciados até então diariamente. Essa operação tende a minimizar os efeitos que levam à queda do dólar.

Operadores entenderam que o BC viu uma oportunidade de acelerar a redução de seu estoque de swaps tradicionais, aproveitando a tendência de queda da moeda, sem mirar cotações específicas, diz a Reuters. O estoque atual é de cerca de US$ 50 bilhões. No ano passado, esse volume rondava em torno de US$ 100 bilhões.

Mas eles acreditam que a moeda tende a desacelerar a queda a partir de agora, girando acima dos R$ 3,10 no curto prazo, ainda segundo a agência.

Operadores avaliam que o BC não quer impor um piso à divisa, ao contrário da visão que predominou em meio à intensa atuação cambial nos últimos anos. Cotações baixas costumam prejudicar a atividade econômica via exportações, enquanto níveis elevados tendem a pressionar a inflação.

“Em todas as suas declarações, Ilan tem feito questão de frisar que vai deixar a moeda flutuar, vai só fazer alguns ajustes”, disse à Reuters o operador de um banco nacional que negocia diretamente com o BC, referindo-se ao presidente do Bc, Ilan Goldfajn.

FONTE: PORTAL DO AGRO NEGÓCIO