sementes.petrovina@petrovina.com.br (66) 2101-4000 Acesso Restrito

Notícias e Novidades

publicado em 5 de março de 2018

Preço da soja segue subindo no Brasil:


Consultoria aconselha a olhar lucratividade, além de preços.

As cotações da soja tiveram na sexta-feira (02.03) mais um dia de ganhos no mercado físico brasileiro, seguindo a tendência de fortes altas na Bolsa de Chicago (CBOT). De acordo com a T&F Consultoria Agroeconômica, em média os preços subiram 1,57% nos portos e 0,98% no interior do País.

O analista da T&F Luiz Fernando Pacheco ressalta que, no Rio Grande do Sul, ainda não há soja disponível e os negócios são feitos para o futuro, e os preços bateram bateu 82,00 sobre rodas em Rio Grande, entrega maio e pagamento em 05 de junho. No interior a maioria dos negócios foi entre R$ 74-76,00. No PR, no Oeste do estado saiu negócio a R$ 71,00 na quinta e R$ 72,50 na sexta. No Norte comprador a R$ 76,00 com vendedores retraídos. Em Ponta Grossa o preço de balcão cehgou a R$ 70,00, o de lotes a R$ 75,00 e R$ 78,0 no porto de Paranaguá para o disponível e R$ 76,00 em Ponta Grossa para futuro e R$ 79,00 futuro.

Pacheco aponta ainda que a semana foi de muitos negócios no MS, com as Tradings bastante ativas, oferecendo sempre um pouo mais aos vendedores. Os níveis de preços ficaram entre R$ 64,00 e R$ 68,00, dependendo da localidade. Mas, no final desta sexta os vendedores estavam retraídos. Em GO foram feitos negócios a R$ 66,00 em Jataí, R$ 67 em Catalão, todos com entrega e pagamento imediato. As Tradings foram as maiores compradoras, para exportação.
“Como quase sempre acontece, quando as cotações sobem os vendedores pensam: ‘Deixa subir!’ e ficam esperando. É natural, mas perigoso. Pode-se perder excelentes oportuniddes de venda, como mostrou a safra de 2016. Aconselhamos, como sempre temos feito, olhar as lucratividades. No RS, PR e no SP elas estão acima de 30%, depois de pagos todos os custos, o que é um grande lucro. Pode ir mais? Talvez. Mas, sempre é bom ir garantindo o (grande) lucro atual, vendendo pequenos lotes, para fazer a média tradicional”, conclui o analista.