sementes.petrovina@petrovina.com.br (66) 2101-4000 Acesso Restrito

Notícias e Novidades

publicado em 13 de dezembro de 2017

USDA baixa estoques de milho e aumenta de soja:

Estoques altos decepcionaram mercado.

O relatório do Departamento da Agricultura dos Estados Unidos (USDA) desta terça-feira (12.12) baixou a estimativa de estoques de milho do país norte-americano para 2,43 bilhões de bushels no final da temporada do ano que vem, em 31 de agosto. A previsão anterior era 2,48 bilhões de bushels.

O órgão também baixou a projeção de quanto milho será utilizado para etanol para 50 milhões de bushels, o que foi inesperado pelo mercado porque a produção de biocombustíveis está inusualmente forte com recorde nas últimas três semanas. A projeção de exportação de milho não se modificou em ficou em 1,92 milhão de bushels.

Já os inventários de soja devem totalizar 445 milhões de bushels no final da temporada de comercialização. A previsão anterior era de 425 milhões de bushels. O número esperado pelo mercado era de 438 milhões de bushels. A estimativa para exportação da oleaginosa caiu para 25 milhões de bushels, que foi compensada por aumento de uso de sementes em 5 milhões de bushels.

“Já era esperado esse aumento na estimativa de sementes devido a superfície que teremos. Eu, infelizmente, espero mais pressão baixista devido ao fato de que estamos longe de fazer as vendas”, afirmou Brian Grossmann, estrategista de mercado do Zaner Group, de Chicago, em entrevista ao portal Agriculture.com.

Os estoques globais de milho estão projetados pelo USDA em 204,04 milhões de toneladas, que está acima dos 203,8 milhões de toneladas previstos anteriormente. As sobras de soja foram colocadas pelo órgão em 98,32 milhões de toneladas, sendo que a estimativa do mês anterior era de 97,9 milhões de toneladas. A previsão de estoques de trigo, como já previsto, também aumentou.

AGRO LINK