sementes.petrovina@petrovina.com.br (66) 2101-4000 Acesso Restrito

Notícias e Novidades

publicado em 21 de julho de 2016

Nematoide Aphelenchoides sp. causador da Soja Louca II é diagnostica no município de Paraíso das Águas, MS:

A Fundação Chapadão realizou no dia 12/07/2016 palestra com a Dra. Luciany Favoreto (Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais, Uberaba, MG).

Nematoide Aphelenchoides sp. causador da Soja Louca II é diagnostica no município de Paraíso das Águas, MS

O tema foi “Soja Louca II: nova doença causada por nematoide em soja no Brasil”. A qual foi diagnostica na safra 2015/16 em Paraiso das Águas, MS.

Há aproximadamente dez anos, pesquisadores trabalhavam na identificação da Soja Louca II, a qual vinha causando reduções na produtividade, principalmente em regiões quentes e chuvosas, porém somente em 2015 ocorreu a identificação do agente causador, o nematoide Aphelenchoides sp.

Os principais sintomas da doença são: enrugamento e formação de “bolhas” nas folhas, engrossamento das nervuras, deformações nas hastes, engrossamento dos nós, além de lesões, rachaduras, apodrecimento e redução do número de grãos.

A pesquisadora Luciany Favoreto apresentou, passo a passo, os caminhos que levaram a identificação do causador da Soja Louca II, estudo que a princípio foi realizado pelo pesquisador da Embrapa Soja, Dr. Maurício C. Meyer. Ela mostrou também resultados preliminares do trabalho que vem realizando, como metodologias para coleta e extração desses nematoides na soja, hospedeiros alternativos, locais na planta aonde o nematoide se instala, entre outros.

Luciany afirma que muito ainda tem que ser pesquisado a respeito dessa doença para se estabelecer as táticas de manejo, que até então é feito com a desseca antecipada à semeadura da soja e controle de plantas invasoras imediatamente após a emergência da cultura.

A Fundação Chapadão se coloca à disposição dos produtores e técnicos e faz um alerta para que ao observarem sintomas anormais em suas lavouras, coletem material e encaminhem ao laboratório para identificação.

FONTE: PORTAL DO AGRO NEGÓCIO